Temporada de verão 2021. - tendências e expectativas

Temporada de verão 2021. - tendências e expectativas

A segunda temporada de verão, afetada pela crise causada pela pandemia do coronavírus, traz diferentes previsões entre os especialistas em turismo. Enquanto alguns governos estão otimistas, outros estão céticos. Certamente, a temporada desafiadora está à nossa frente, para a qual se aplicarão tendências semelhantes às da última temporada de 2020.

Turismo doméstico e regional como solução crucial para a recuperação

Medidas e restrições variáveis, combinadas com circunstâncias imprevisíveis no exterior, influenciaram a tendência de o turismo doméstico não mudar em maior medida.

Vários hotéis e agências de gestão de propriedades visam promover destinos locais e incentivar os clientes a contribuir para a economia do país.

Coworking em hotéis

A tendência, que cresceu exponencialmente no ano passado, é o coworking em hotéis e o aluguel diário de quartos. Espera-se que este ano esta tendência continue a crescer e represente o potencial dos hotéis que incluem este tipo de serviço na sua oferta.

As vendas diretas serão um fator de aceleração para aumentar a receita

O ano passado nos mostrou o quão frágil é a terceirização de vendas e que contar com canais online como Reservas, Expedia e Airbnb, juntamente com agências de viagens estrangeiras não é uma estratégia de vendas adequada. A capacidade de gerar reservas sem comissão, por meio de um site ou por meio de canais de vendas pessoais foi um dos principais fatores de sobrevivência nos anos de crise.

Os hotéis e alugueres de curta duração devem garantir uma apresentação adequada na web (site e redes sociais), e que também tenham um motor de reservas amigável (recepção online), o que ajudará a gerar mais reservas.

Contar com servidores ineficientes e sistemas de mecanismos de reservas desatualizados é um obstáculo e um fator de lentidão para a recuperação.

Voltando-se para sistemas automatizados

Segurança e contatos reduzidos influenciaram a virada para aplicativos móveis e soluções em nuvem.

A capacidade de acessar informações de qualquer local, a qualquer momento, é crucial para que os gerentes de vendas profissionais modifiquem sua estratégia de vendas em tempo real também este ano. Flexibilidade é uma virtude que separa os bem-sucedidos daqueles que não são.

Reservas online permitiram que os hotéis coletassem informações sobre os hóspedes com a maior facilidade possível e agilizassem a comunicação.

Existe atualmente um gama diversificada de soluções no mercado que permitem que os hotéis forneçam automação multinível e conectividade de funcionários.

A capacidade de delegar o acesso do usuário, o acesso móvel ao sistema em tempo real e a velocidade do sistema provaram ser ferramentas eficazes na gestão de um hotel.

Sistemas hoteleiros e sistemas de recepção baseado em tecnologia de nuvem substituirá no próximo período quase completamente os sistemas baseados em tecnologia de instalação diretamente no computador.

Sustentabilidade

As tendências indicam que os hóspedes estão cada vez mais interessados ​​em hotéis comprometidos com a sustentabilidade e que tenham certificados verdes, energia solar e soluções similares.

Considerações ambientais dos hoteleiros e gerentes de propriedade devem ser moldados por decisões que tenham benefícios ambientais (simples interruptores ambientais, redução do consumo de energia por lâmpadas LED, etc.)

Agilidade

Devido a grandes mudanças nas medidas, os hotéis e apartamentos devem estar preparados para um maior número de reservas, mas também um maior número de cancelamentos.

Políticas de cancelamento flexíveis, respostas automatizadas às perguntas dos hóspedes e uma oferta diversificada são alguns dos fatores que diferenciam os hotéis e arrendamentos de curta duração que recebem um maior número de reservas e os que não recebem. Quer as vendas venham de canais de vendas online (Booking, Airbnb, Expedia, Hotelbeds, etc.) agilidade é uma tendência crescente.

Artigos relacionados